Pesquisa aponta Dia das Mães com aumento de 9% em comparação a 2020

Áudio

Por Daniella Longuinho - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O Dia das Mães vai aquecer as vendas no varejo pelos próximos dias. É o que mostra pesquisa realizada em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo SPC Brasil, Serviço de Proteção ao Crédito. 

O levantamento aponta que 77% dos consumidores brasileiros, cerca de 123 milhões de pessoas, devem ir às compras no período. A movimentação estimada com as vendas é de R$ 24 bilhões.

O gerente executivo da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, Daniel Sakamoto, conta como os empresários do setor se prepararam para as vendas: "Esse ano o logista se preparou tanto para as vendas online como para as vendas nas lojas físicas, tomando todos os cuidados com a segurança".

Apesar de o percentual de consumidores que devem ir as compras para o Dia das Mães estar 9% maior que o do ano passado, a pesquisa aponta que 34% esperam gastar menos do que no último ano, influenciados pelo cenário da pandemia.

A professora Cristiane Mendonça faz parte dos 24% que querem dar presentes mais caros. Ela conta que este ano preparou uma surpresa para a mãe. Ela, com todo carinho, comprou uma joia.

De acordo com a pesquisa, os produtos campeões de venda devem ser roupas, calçados e a acessórios, seguidos de perfumes, cosméticos e chocolates. As lojas físicas aparecem como o principal local de compras dos brasileiros, com destaque para shopping centers e lojas de rua.

Cada cliente deve adquirir dois presentes. A maioria dos brasileiros deve desembolsar R$197, já considerando a média total de gastos.

Edição: Sheily Noleto/ Beatriz Arcoverde

Comentar

HTML restrito

  • Você pode alinhar imagens (data-align="center"), mas também vídeos, citações e assim por diante.
  • Você pode legendar imagens (data-caption="Texto"), mas também vídeos, citações e assim por diante.