Decreto torna Mato Grosso em emergência por trágicos incêndios florestais

Áudio

Por Maíra Matos

Texto do áudio:
Por consequência dos incêndios florestais em Mato Grosso, a União decretou situação de emergência nesta quarta-feira.

O decreto permite que Mato Grosso adote medida de reforço na prevenção e combate aos focos e manutenção de serviços públicos nas áreas atingidas pelo fogo. 

A normativa foi reconhecida pelo ministro de Estado de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho e publicada no Diário Oficial da União.

Fica autorizada, entre outras medidas, a aquisição de bens e materiais sem o processo de licitação. O decreto tem duração de 60 dias podendo ser prorrogado por igual período.

De acordo com o governo do Estado, atualmente, a estrutura de pessoal utilizada para o combate aos incêndios florestais é de 2.500 profissionais, entre Forças de Segurança, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, voluntários e Exército Brasileiro. No combate estão sendo utilizadas seis aeronaves, três  helicópteros, maquinário e veículos de apoio oficiais e de voluntários, um total de 40 equipes.

A situação de emergência foi decretada pelo governador Mauro Mendes no dia 14 de setembro, devido ao aumento das áreas atingidas pelos incêndios no Pantanal mato-grossense e outras regiões do Estado. A ausência das chuvas também tem contribuído.

Comentar

HTML restrito

  • Você pode alinhar imagens (data-align="center"), mas também vídeos, citações e assim por diante.
  • Você pode legendar imagens (data-caption="Texto"), mas também vídeos, citações e assim por diante.