Bolsonaro atribui aumento de combustíveis a imposto dos estados

Áudio

Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Em viagem ao Mato Grosso do Sul, nesta sexta-feira (14), o Presidente Jair Bolsonaro comentou os altos preços dos alimentos e combustíveis para veículos e gás de cozinha. Ele se disse sensível ao aumento dos itens alimentícios, no país, mas declarou que não vai interferir. Em relação ao aumento de gasolina, diesel, álcool e do gás de cozinha, o presidente atribuiu ao imposto dos estados, o ICMS.

Jair Bolsonaro esteve ao lado da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em Terenos, a 30 quilômetros da capital, Campo Grande. Por lá, foram entregues mais de 1,1  mil títulos definitivos a beneficiários da reforma agrária em Mato Grosso do Sul, no assentamento Santa Mônica.


A ministra Tereza Cristina ainda anunciou, à população local presente no evento, a concessão de mais de 1,7 mil contratos de crédito, com investimento superior a R$ 10 milhões. O valor inclui crédito de reforma e construção de habitação e recuperação de estradas vicinais para os assentamentos.

Edição: Paula de Castro/ Adrielen Alves

Comentar

HTML restrito

  • Você pode alinhar imagens (data-align="center"), mas também vídeos, citações e assim por diante.
  • Você pode legendar imagens (data-caption="Texto"), mas também vídeos, citações e assim por diante.