Fórum Agro pede um novo estudo para definir o Zoneamento Socioeconômico e Ecológico

Áudio

Por Jurandir Antonio – Voz: Vinícius Antônio

Texto do áudio:
Entidades do setor produtivo, lideradas pelo Fórum Agro, pediram à Assembleia Legislativa um novo Zoneamento Socioeconômico e Ecológico.

Em reunião, esta semana, com o presidente da Casa de Leis, deputado Max Russi, do PSB, os representantes da FIEMT, CIPEM, Aprosoja, e Fórum apresentaram ao parlamentar um documento com avaliações sobre Zoneamento, que está sendo produzido pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão.

Foi decidido ainda a criação de um grupo de trabalho com foco na produção de um estudo mais detalhado acerca da proposta em trâmite no Governo do Estado. 

“Após uma profunda análise, nosso objetivo é propor um novo estudo, com o cenário atual das atividades envolvidas e que seja mais coerente com a realidade de Mato Grosso”, afirmou o presidente do Fórum Agro MT, Itamar Canossa.

Já o presidente em exercício da Famato, Federação da Agricultura e Pecuária, Marcos da Rosa, afirmou que o projeto de Zoneamento proposto pelo Governo do Estado está defasado e traz sérios problemas socioeconômicos para Mato Grosso.

“O projeto é baseado em um estudo realizado na década de 80, uma realidade totalmente distorcida com a de hoje. Ele prevê a criação de Unidades de Conservação onde atualmente existem importantes estradas, rodovias e onde poderá passar ferrovias e novas pontes que ajudarão no escoamento da nossa produção. Além disso, cria dificuldades e problemas para as atividades de extração mineral e florestal”, avaliou.

Por outro lado, o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi, recebeu o documento, concordou que o projeto precisa ser revisto e colocou o parlamento estadual à disposição para discutir o assunto. 

Comentar

HTML restrito

  • Você pode alinhar imagens (data-align="center"), mas também vídeos, citações e assim por diante.
  • Você pode legendar imagens (data-caption="Texto"), mas também vídeos, citações e assim por diante.