Esquema de desvio de encomendas nos Correios é desarticulado pela PF

Áudio

Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

A Polícia Federal realizou, nesta terça-feira, uma operação para desarticular um esquema que desviava encomendas transportadas pelos Correios. A estimativa total do prejuízo é de cerca de R$ 1 milhão. O grupo criminoso era composto por pelo menos 12 pessoas, a maioria funcionários lotados no Centro de Tratamento de Encomendas de Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro.

Alguns deles tinham cargo de chefia. Os trabalhadores substituíam as etiquetas com os dados dos destinatários das encomendas por outras falsas. Aí os pacotes eram entregues para os próprios membros da quadrilha, e não chegavam aos reais compradores. De acordo com o delegado Hylton Coelho, o grupo criminoso atuou entre 2018 e 2019, e desviava principalmente celulares e notebooks.

As investigações começaram em janeiro do ano passado, e dois membros da quadrilha chegaram a ser presos nessa época. A partir dos celulares deles, a polícia descobriu um grupo no WhatsApp chamado “empresas e negócios”, onde os envolvidos falavam sobre as fraudes e planejavam as vendas dos artigos desviados.

Na operação desta terça-feira, intitulada Replicante, foram cumpridos 9 mandados de busca e apreensão, no CTE e também em endereços ligados aos investigados. Um outro mandado chegou a ser pedido, mas a força tarefa desistiu de cumpri-lo porque o local fica na entrada de uma favela dominada pelo tráfico. Foram apreendidos, principalmente, celulares e computadores dos envolvidos. A princípio, o grupo responderá pelos crimes de Organização Criminosa e Peculato.

Comentar

HTML restrito

  • Você pode alinhar imagens (data-align="center"), mas também vídeos, citações e assim por diante.
  • Você pode legendar imagens (data-caption="Texto"), mas também vídeos, citações e assim por diante.