Campanha "Vacinar Salva Vidas" visa prevenir o câncer de colo do útero

Áudio

Por Tâmara Freire - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A Fundação do Câncer lançou a campanha Vacinar Salva Vidas, com foco na prevenção dos tumores de colo do útero. A mensagem é dirigida às crianças e adolescentes, de 9 a 14 anos, e seus responsáveis, já que essa é a faixa etária adequada para a vacinação contra o Papiloma Vírus Humano, o HPV, responsável pela maioria dos casos de câncer.

A vacina é administrada nessa idade para produzir uma resposta imunológica antes do início da vida sexual, principal meio de infecção pelo vírus.

O cirurgião oncológico e diretor executivo da Fundação, Luiz Augusto Maltoni, ressalta que além deste ser um tipo de câncer evitável, a principal prevenção está disponível com muita facilidade no Sistema Único Saúde: a vacina.

A ação de maior destaque da campanha é a instalação de painéis nos dois sentidos da Ponte Rio-Niterói, que tem um fluxo de cerca de 150 mil veículos em média todos os dias. As peças reforçam a mensagem de que prevenir deve ser sempre a opção número um; mas Maltoni também ressalta que as mulheres já adultas não podem descuidar do diagnóstico precoce, realizando exame preventivo periodicamente.

O Instituto Nacional de Câncer projeta que, este ano, mais de 16 mil novos casos de câncer de colo do útero devem surgir no Brasil. Em 2019, de acordo com dados do Ministério da Saúde, mais de 6.500 pessoas morreram por causa da doença.

Edição: Vitória Elizabeth/ Beatriz Arcoverde

Comentar

HTML restrito

  • Você pode alinhar imagens (data-align="center"), mas também vídeos, citações e assim por diante.
  • Você pode legendar imagens (data-caption="Texto"), mas também vídeos, citações e assim por diante.