Abate de bovinos em Mato Grosso registra queda de 26%. Arroba do boi cai

Áudio
Download do arquivo abaixo: (ou botão direito em salvar link como)

Foto da manchete: Agência Brasil

Por Jurandir Antonio – Voz: Vinícius Antônio

Texto do áudio:

De acordo com levantamento do Imea, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, diante da maior pressão por parte das indústrias, o preço do boi gordo à vista registrou queda de 3,01% e finalizou a semana passada cotado na média de 272 reais e 58 centavos a arroba.

A baixa movimentação no mercado resultou na queda de 3,68% no preço da vaca gorda à vista, que finalizou a semana cotada na média de 264 reais e 22 centavos a arroba.

O Imea também constatou aumento na demanda por bezerro de ano, animou o mercado de reposição, na última semana, e elevou o preço médio da categoria para três mil 32 reais e 74 centavos a cabeça.

Setembro teve o pior resultado quanto ao volume de animais abatidos em Mato Grosso e a quantidade enviada para outros Estados recuou 58,53% se comparado a agosto.

Como sazonalmente ocorre, setembro é marcado pelo período de entressafra e a oferta de animais reduz drasticamente até o surgimento dos lotes de confinamento.

No entanto, com a confirmação do caso atípico da “vaca louca”, a oferta foi ainda mais restrita este ano, uma vez que a pressão na arroba levou o pecuarista a segurar seu gado dentro da porteira.

O volume de animais abatidos, mês passado, foi de pouco mais de 321 mil cabeças em Mato Grosso, queda de 26,04% em relação a agosto.

Além disso, a quantidade de bovinos de origem Mato Grosso e que foi abatida nos demais estados também recuou e totalizou cerca de seis mil cabeças.  As quedas mais intensas foram em Rondônia e São Paulo.

Comentar

HTML restrito

  • Você pode alinhar imagens (data-align="center"), mas também vídeos, citações e assim por diante.
  • Você pode legendar imagens (data-caption="Texto"), mas também vídeos, citações e assim por diante.